30 de outubro de 2013

Confesso que fiz batota algumas vezes...

... não destruindo o cubo, mas descolando as etiquetas coloridas e colando-as todas nas faces corretas.

Já me deixei disto há muito tempo

Comprar brinquedos para as minhas gatas? Desperdício... Um belo caixote, uma mola da roupa ou um papel amarrotado cumprem muito bem a mesma função.

Ele está de volta, de Timur Vermes

E se Adolf Hitler, por artes desconhecidas, acordasse uma manhã num jardim em Berlim, mais de 60 anos depois de ter sido dado como morto? E se, ao acordar, se mantivesse convicto de quem é, com os mesmo ideais e projetos? É este o ponto de partida para este livro de Timur Vermes, um livro escrito na primeira pessoa, como se pela mão do próprio Hitler, um pouco ao estilo de Mein Kampf.

Perante a aparição desta figura, a população vê nela uma única explicação: trata-se de um sósia do ditador, de um humorista que usa o seu aspeto físico para dizer as barbaridades que lhe apetece. E, em pouco tempo, o novo Hitler torna-se um fenómeno na televisão, na internet, no YouTube. Uma estrela vista como uma paródia mas que por alguns pode não sê-lo tanto.

Pejado de crítica social (ao consumismo, ao exagero da importância dada às novas tecnologias, ao deslumbramento) e política (aos governantes do mundo e sobretudo aos da Alemanha atual), este livro foi encarado com grande polémica na Alemanha, vendendo no entanto muitos milhares de exemplares. Eu não o vejo como perigoso, se se souber lê-lo, mas como interessante, muito. É um típico «E se...?».

PS: A simplicidade da capa está genial, apenas com o penteado de Hitler e o título a servir de bigode.

29 de outubro de 2013

Eu sei que hoje em dia isto é caso raro...

... e bem sei que mudei de emprego há apenas quatro meses, mas a verdade é que estou a gostar cada vez mais daquilo que faço. Do ritmo de trabalho, da parte editorial, das ideias gráficas, de ver a nossa página do Facebook a crescer. De certeza que ainda virão muitos dias difíceis, mas so far so good. Afinal, sair de casa com vontade de ir trabalhar sabe tão bem...

O farol

Este pequeno filme de animação de Po Chou Li, um jovem de Taiwan radicado em Los Angeles, ganhou uma série de prémios internacionais pela simplicidade, emotividade e amizade que retrata entre pai e filho. Vale a pena ver.

28 de outubro de 2013

Censura não, obrigada

Acabo de saber pela minha mãe, e depois com pormenor no Diário de Notícias, que a cadeia de supermercados Pingo Doce cancelou à editora a encomenda do livro de José Sócrates A confiança no mundo, devido a ordens superiores.

Pois bem, a administração desta empresa tem memória curta e já se deve ter esquecido de como se vivia em Portugal há 40 anos, quando certos livros eram proibidos. E quando havia tortura no nosso país. Tortura essa que é o tema do livro de José Sócrates (não apenas em Portugal, mas no mundo, e na atualidade), e não qualquer apologia a si, ao seu governo ou às suas ideias políticas. Eu já tenho o livro, estou a lê-lo, e garanto que vale a pena para aprendermos alguma coisa.

Ou é para sempre ou não é

Tarefa de fim de semana

Esta foi uma das minhas tarefas de fim de semana: depois do que seja que for que passou pelo meu pátio e deitou meia dúzia de coisas abaixo, tive de conseguir enfiar uma iúca gigante que estava num vaso redondo dentro de um vaso quadrado. A coisa deu luta, mas quando meto uma coisa na cabeça...

26 de outubro de 2013

25 de outubro de 2013

Dois a ler muito em breve

 
Porque este homem escreve sobre filosofia do quotidiano como ninguém.

Querem ilustrações giras para as paredes lá de casa?

Então espreitem estas de Tiago Moura, todas ilustrando pormenores de Lisboa de um modo pouco vulgar. Por €35 mais portes de envio, recebem em casa uma ilustração com 32 x 45 cm de um dos vossos recantos lisboetas preferidos.

Eu tenho as paredes cheias e já com quadros em fila de espera, mas estou com muita dificuldade em resistir.

Para quem não gosta de chuva


Eu, que gosto, acordei hoje de manhã com o meu pátio completamente vandalizado... pelo vento.

24 de outubro de 2013

Conservas Santa Catarina


Esta é a minha última descoberta em termos de conservas, depois de me ter tornado fã das da Tricana. As Conservas Santa Catarina vêm diretamente de São Jorge, nos Açores, e a sua técnica tem todo o respeito pelo ecossistema marinho, praticando apenas a pesca artesanal com cana, protegendo os golfinhos e preparando o atum de modo manual.

Para além do clássico atum em azeite, bem branquinho, comercializam também atum ao natural, em óleo, com orégãos, com tomilho, com batata doce... Eu já experimentei alguns e aprovei.

Para quê fugir?

O esforço que algumas pessoas fazem para evitarem trabalhos mais difíceis chega a ser tão ridículo que só me apetece mostrar-lhes isto:

Sim, sou


Mas perfeito, perfeito, era hoje poder ficar em casa todo o dia.

23 de outubro de 2013

Os Playmobil são versáteis

José Cantí é um fotógrafo catalão, e para além de fazer fotografias lindíssimas, tem também coleções com outras imagens curiosíssimas.

Estes são alguns exemplos da coleção Toys:




Espreitem as outras coleções aqui. Também adorei a coleção Salsitas. Pormenor que não é de descurar: podem ser compradas cópias de várias das fotografias, por preços não proibitivos.

O meu leitãozinho

Há duas semanas, quando fez a ecografia, a Vespa teve de ser rapada na zona da barriga, onde tinha pelo que nunca mais acabava. A penugem começa agora a crescer, mas a barriga dela parece a de um leitãozinho em que só apetece mexer.

Orçamento participativo de Lisboa: aproveitem para votar

Não custa nada: se estiverem registados no site, podem fazê-lo online, se não, podem fazê-lo através do envio de um sms grátis. São admitidos dois votos por pessoa: um num projeto com orçamento até aos €150.000 e outro num projeto com orçamento superior a esse valor.

Eu já votei, tal como no ano passado. Acho que pela nossa cidade vale a pena.

22 de outubro de 2013

Do preconceito (em dois episódios)

Episódio 1
Um homem entra numa livraria bem conhecida da nossa praça e dirige-se a uma funcionária:
- Por favor, onde posso encontrar o livro com a tese de José Sócrates?
- Não temos o livro «desse senhor» - responde, com ar de enjoada.
- Então pode verificar no sistema se há outra noutra loja?
- Não temos acesso a essa informação.
- Mas costuma ser possível... - argumenta o cliente. E insiste para chamarem outro funcionário, que vem, consulta o sistema e encontra alguns exemplares noutra loja da mesma cadeia.

Episódio 2
O mesmo homem, à noite, faz uma compra no ebay. Troca mails com o vendedor e chegam a um acordo. Até que lhe dá a morada para envio. E o vendedor nega-se a fazê-lo para Portugal. Não por ser out of UK, mas por ser Portugal. Infelizmente, o comprador precisa mesmo da peça e sujeita-se a ter de arranjar uma morada alternativa out of Portugal para a poder receber.

Em resumo: Quem é a funcionária da loja para julgar o cliente pelo livro que quer comprar? Quem é o britânico para se negar a fechar negócio com um português depois de tudo estar acordado? Isto assim vai bonito, vai...

Maquilhagem e vida saudável no Facebook

Aqui há dias falei-vos dos workshops de automaquilhagem dados pela minha amiga Catarina.

Hoje gostava que conhecessem melhor a página dela no Facebook: Catarina Borga - maquilhagem e lifestyle. Todos os dias, mas todos mesmo, a Catarina dá conselhos de maquilhagem, recomenda produtos baratos (sabiam que podem branquear os dentes com apenas uns pozinhos de bicarbonato de sódio usados de vez em quando?) e dá receitas saudáveis logo de manhãzinha.


Vá, toca a fazer Like que não custa nada e só têm a ganhar com isso.

Dos hábitos de leitura

Penso muitas vezes em como farei para incutir o gosto pela leitura quando um dia tiver filhos. Porque conheço vários exemplos de crianças que sempre viveram rodeadas de livros e que agora não leem nem um, e de outras que sem acesso a nada leem tudo em que pegam.

Estas são algumas ideias, que, como deve ser, não deixam o online de parte.

21 de outubro de 2013

São professores? Gostam de ensinar? E de contar histórias?

Então este concurso pode ser para vós.

Um concurso em que o que têm de fazer é escrever uma história que vos tenha acontecido enquanto profissionais da educação, com um número de caracteres que está no regulamento e com direito a um prémio que, não sendo material, é muito gratificante: a publicação em e-book das 30 melhores histórias. Já lá li umas bem giras. Para saber mais, clicar aqui ou sobre a imagem.

22 conselhos para ser feliz


Texto retirado na íntegra daqui.
Existem dois tipos de pessoas no mundo: aquelas que escolhem ser felizes e aquelas que optam por ser infelizes. Ao contrário da crença popular, a felicidade não vem da fama, da fortuna ou de bens materiais. Ela vem de dentro. A pessoa mais rica do mundo pode estar miseravelmente infeliz, enquanto um sem-teto pode estar sorrindo e contente com a sua vida. As pessoas felizes o são porque se fazem felizes. Elas têm uma visão positiva da vida e permanecem em paz com elas mesmas. 
A questão é: como elas fazem isso? É muito simples. As pessoas felizes têm  hábitos que melhoram suas vidas e se comportam de maneira diferente. Pergunte a uma pessoa feliz e ela vai dizer:
1. Não guarde rancor.
As pessoas felizes entendem que é melhor perdoar e esquecer que deixar que sentimentos negativos asdominem. Guardar rancor é prejudicial e pode causar depressão, ansiedade e estresse. Por que deixar que uma ofensa de alguém exerça algum poder sobre você? Se você esquecer os seus rancores, vai ganhar uma consciência clara e energia suficiente para apreciar as coisas boas da vida.

2. Trate a todos com bondade.
Você sabia que foi cientificamente provado que ser gentil faz você feliz? Ser altruísta faz seu cérebro produzir serotonina, um hormônio que diminui a tensão e eleva o seu espírito. Tratar as pessoas com amor, dignidade e respeito permite que você construa relacionamentos mais fortes.
3. Veja os problemas como desafios. 
A palavra “problema” não faz parte do vocabulário de uma pessoa feliz. Um problema, na maioria das vezes, é visto como uma desvantagem, uma luta ou uma situação difícil. Mas quando encarado como um desafio, pode se transformar em algo positivo, como uma oportunidade. Sempre que você enfrentar um obstáculo, pense-o um desafio.
4. Expresse gratidão pelo que já tem.
Há um ditado popular que diz: “As pessoas mais felizes não têm o melhor de tudo, elas fazem o melhor de tudo com o que elas têm.” Você terá um sentido mais profundo de contentamento se contar suas bênçãos em vez de ansiar pelo que você não tem .
5. Sonhe grande.
As pessoas que têm o hábito de sonhar grande são mais propensas a realizar seus objetivos que aquelas que não o fazem. Se você se atreve a sonhar grande, sua mente vai assumir uma atitude focada e positiva.
6. Não se preocupe com as pequenas coisas.
As pessoas felizes se perguntam: “Será que este problema terá a mesma importância daqui a um ano?” Elas entendem que a vida é muito curta para se preocupar com situações triviais. Deixar os problemas rolarem à sua volta vai, definitivamente, deixar você à vontade para desfrutar de coisas mais importantes.
7. Fale bem dos outros.
Ser bom é melhor que ser mau. Fofocar pode até ser divertido, mas, geralmente, deixa você se sentindo culpado e ressentido. Dizer coisas agradáveis sobre as pessoas leva você a pensar positivo e a não se preocupar em julgá-las.
8. Não procure culpados.
Pessoas felizes não culpam os outros por seus próprios fracassos. Em vez disso, elas assumem seus erros e, ao fazê-lo, mudar para melhor.
9. Viva o presente.
Pessoas felizes não vivem do passado ou se preocupam com o futuro. Elas saboreiam o presente. Se envolvem em tudo o que está fazendo no momento. Param e cheiram as rosas.
10. Acorde no mesmo horário todos os dias.
Você já reparou que muitas pessoas bem-sucedidas tendem a ser madrugadores? Acordar no mesmo horário estabiliza o seu metabolismo, aumenta a produtividade e nos coloca em um estado calmo e centrado.
11. Não se compare aos outros.
Todos têm seu próprio ritmo. Então, por que se comparar aos outros? Pensar ser melhor que outra pessoa leva a um sentimento de superioridade não muito saudável e, se pensar o contrário, acabará se sentindo inferior. Então, concentre-se em seu próprio progresso.
12. Escolha seus amigos sabiamente. 
A miséria adora companhia. Por isso, é importante cercar-se de pessoas otimistas que vão incentivá-lo a atingir seus objetivos. Quanto mais energia positiva em torno de você, melhor vai se sentir.
13. Não busque a aprovação dos outros.
As pessoas felizes não importam com o que os outros pensam delas. Seguem seus próprios corações, sem deixar os pessimistas desencorajá-los, e entendem que é impossível agradar a todos. Escute o que as pessoas têm a dizer, mas nunca busque a aprovação de ninguém.
14. Aproveite seu tempo para ouvir.
Fale menos, ouça mais. Escutar mantém a mente aberta. Quanto mais você ouve, mais conteúdo você absorve.
15. Cultive relacionamentos sociais.
Uma pessoa só é uma pessoa infeliz. Pessoas felizes entendem o quão importante é ter relações fortes e saudáveis. Sempre tenha tempo para encontrar e falar com sua família e amigos.
16. Medite.
Ficar no silêncio ajuda você a encontrar sua paz interior. Você não tem que ser um mestre zen para alcançar a meditação. As pessoas felizes sabem como silenciar suas mentes, em qualquer hora e lugar, para se acalmar.
17. Coma bem.
Tudo o que você come afeta diretamente a capacidade de seu corpo produzir hormônios, o que vai definir seu humor, energia e enfoque mental. Certifique-se de comer alimentos que vão manter seu corpo saudável e em boa forma e sua mente mais tranquila.
18. Faça exercícios.
Estudos têm mostrado que o exercício aumenta os níveis de felicidade e autoestima e produz a sensação de autorrealização.
19. Viva com o que é realmente importante. 
As pessoas felizes mantêm poucas coisas ao seu redor porque elas sabem que excessos as deixam sobrecarregadas e estressadas. Estudos concluíram que os europeus são muito mais felizes que os americanos, porque eles vivem em casas menores, dirigem carros mais simples e possuem menos itens.
20. Diga a verdade. 
Mentir corrói a sua autoestima e o torna antipático. A verdade sempre liberta. Ser honesto melhora sua saúde mental e faz com que os outros tenham mais confiança em você. Seja sempre verdadeiro e nunca se desculpe por isso.
 21. Estabeleça o controle pessoal.
As pessoas felizes têm a capacidade de escolher seus próprios destinos. Elas não deixam os outros dizerem como devem viver suas vidas. Estar no controle completo de sua própria vida traz sentimentos positivos e aumenta a autoestima.
22. Aceite o que não pode ser alterado. 
Depois de aceitar o fato de que a vida não é justa, você vai estar mais em paz com você mesmo. Portanto, concentre-se apenas no que você pode controlar e mudar para melhor.

O centenário que fugiu pela janela e desapareceu, de Jonas Jonasson


Allan Karlsson vive num lar e chegou ao dia do seu centésimo aniversário, que todos se prepararam para celebrar com pompa e circunstância. Mas Allan não quer. E, num impulso, decide fugir pela janela, de pantufas e tudo, e ir viver lá fora o máximo que ainda lhe resta para viver.

Encontra criminosos, malandros e gente que vive de esquemas, mas Allan adapta-se bem a tudo. Tal como, ao longo da sua vida (narrada em frequentes flashbacks), se adaptou a lidar com personalidades como Franco, Estaline, Mao Zedong, Churchill, Truman ou De Gaulle, tudo porque era especialista em explosivos.

O livro, do sueco Jonas Jonasson, é uma sequência de episódios nonsense, em que até um elefante-fêmea tem protagonismo. Muitos consideraram-no um absurdo. Eu gostei de acompanhar as aventuras deste velhote que simboliza a vontade de aproveitar a vida.


PS: Eu li a versão inglesa por tê-la comprado em Londres, mas também podem ler a versão portuguesa, publicada pela Porto Editora com a capa aqui à esquerda.

19 de outubro de 2013

Embirro com isto


Eu já não gostava do Carnaval. E agora, com a importação do Halloween, passou a haver duas épocas do ano de que não gosto, sobretudo por causa das máscaras Até aí tudo bem. Ou tudo mal. O que me chateia é que estas comemorações deviam ser para celebrar nos respetivos dias, e não mais de 10 dias antes, como comecei a ver ontem. Crianças mascaradas de bruxas no dia 18 de outubro? Para mim é demais.

A recuperação é possível

Incrível a transformação desta cadelinha desde o momento em que foi encontrada. Nem imagino aquilo por que terá passado. Mas tenho a certeza de que terá um futuro muito melhor.

17 de outubro de 2013

16 de outubro de 2013

A Vespa Gata


Depois de ter ido pelo penúltima vez ao veterinário, de ter comido, bebido, feito cocó e a lavagem diária. Parece-me que nos espera uma noite descansada.

E continuando numa de relógios e de outras coisas...

... aconselho a darem uma espreitadela às peças de Sabrina Fossi, originais e possíveis de alcançar num dia de extravagância.

FreakishCLOCK Green, €73
ColoredSHAPE Black, €119,99
VANITY Round White, €49