21 de fevereiro de 2020

O Sol e a Nuvem

O Sol, que nos ilumina, e a nuvem, que nos dá a chuva para nos alimentar. Dois símbolos de vida. Duas das peças mais importantes da minha vida.


Nota: Iam todas contentes mascaradas para a escola, até lá chegarem e verem a panóplia de máscaras bonitas ou assustadoras. Passou-lhes logo a vontade...

17 de fevereiro de 2020

As «catuagens»

Desde ontem que não ouço outra coisa que não seja duas vozes a pedirem-me: «Mamã, quero fazer uma catuagem! Mamã, quero fazer uma catuagem!».

Presumo (espero!) que tenham visto um(a) coleguinha com uma daquelas tatuagens provisórias que vêm com alguns bolos e guloseimas. E que não se apercebam tão cedo de que tenho duas patinhas de gato tatuadas na base do pé.

Quero ver como me safo desta...

13 de fevereiro de 2020

De alma cheia

Ontem participei no debate «Famílias como as nossas» - Fronteiras XXI da RTP3/Fundação Francisco Manuel dos Santos, e saí de lá com a alma cheia e a sensação de dever cumprido, de que consegui transmitir algumas mensagens importantes.

Estava rodeada de nomes sonantes, como o pediatra Mário Cordeiro (que, como eu suspeitava, é uma simpatia e um excelente conversador), a socióloga Anália Torres e o demógrafo Pedro Góis. Todos especialistas. Eu era a única «especialista» em ser mãe sozinha, e fui lá para dar o meu testemunho. Falei de como tomei a decisão de o ser, de como fui tão acompanhada pela minha família, dos papéis que tenho de assumir em casa, dos valores que quero passar para a Maria e a Luísa. E, ao contrário do que julgava, senti-me muito confortável e nada intimidada. As perguntas da Ana Lourenço também ajudaram.

No final, recebi os parabéns do jornalista António José Teixeira (diretor de informação da RTP), dos restantes convidados, do David Lopes (presidente da FFMS) e de muitas outras pessoas. Mas, acima de tudo, recebi agradecimentos de uma série de jovens que lá estavam, que devem ter visto em mim o exemplo de que o quase impossível às vezes acontece, e que a nível de famílias a nossa sociedade está a evoluir para melhor.

Era difícil ter corrido melhor. Obrigada à Fundação e obrigada à RTP, por me terem dado esta oportunidade de partilhar a minha história que pode servir de motivação para tantas outras mulheres no nosso país.

Quem quiser ver o programa, é só clicar sobre a fotografia abaixo.

https://www.rtp.pt/play/p6722/e455921/fronteiras-xxi

12 de fevereiro de 2020

Parabéns, querido Papá!

Estas três das tuas quatro meninas querem a tua companhia por muitos e muitos anos. Gostamos muito de ti.

31 de janeiro de 2020

Os gadgets e os miúdos

Continuando a minha saga de não passar o iPad nem o iPhone para as mãos das miúdas, encontrei estas imagens que ilustram bem que quanto mais tarde melhor.

Viciam:


Interferem com a qualidade do sono:


Criam apatia:


Reduzem a atenção:


Influenciam o estado de humor:


Aumentam o stresse e a ansiedade:


Nota: O artigo pode ser lido na íntegra aqui.

29 de janeiro de 2020

Watchgirls


Acabo de me aperceber de que quando conduzo tenho comigo duas vigilantes, ou melhor, duas polícias dentro do carro.

Há pouco, no meio de um engarrafamento, passei um amarelo mesmo a queimar no vermelho. Fiz o resto do percurso, uns bons 20 minutos, a ouvir acusações de que não podia passar, que estava vermelho e não verde, e blábláblá.

Estou tramada.

28 de janeiro de 2020

Contratempo, de Oriol Paulo

Este é um filme espanhol de 2016 exclusivo da Netflix, que há dias me aconselharam e que devorei.

Adrian Doria é um jovem empreendedor de sucesso, casado com uma mulher perfeita e com a filha perfeita. Mas, um dia, é surpreendido num quarto de hotel com a amante morta, com todos os acessos de fuga fechados, sendo de imediato acusado do assassínio.

A ação direta do filme passa-se em 3 ou 4 horas, quando sob grande tensão Adrian esmiúça com a advogada Virginia Goodman tudo o que de facto poderá ter levado àquele desfecho. Durante essa conversa, «viajam» ao longo de uns 3 meses, com várias hipóteses colocadas em cima da mesa. E todas elas nos supreendem. E todas elas nos enganam.

Tudo foi bem pensado, inclusive a luminosidade ligeiramente azulada, noturna e fria que contrasta com a força e o calor dos acontecimentos e das revelações.

É um filme com suspense até ao último segundo, que vale mesma a pena ver.

27 de janeiro de 2020

Auschwitz: 75 anos de lbertação



Foi a 27 de janeiro de 1945 que o campo de concentração e extermínio de Auschwitz, e a sua extensão de Birkenau, foi libertado pelo Exército Vermelho.

Quando lá chegaram, restavam apenas 7500 prisioneiros, uma vez que desde outubro anterior toda a população vinha sendo executada, deportada para outros campos (na chamada Marcha da Morte, com 60 000 pessoas) e a maior parte das provas destruídas, devido à aproximação das tropas soviéticas.

Mas o local ficou, assim como muitas das suas estruturas, que nos permitem testemunhar hoje as atrocidades de que os seres humanos são capazes.

Continente Click & Go


Eu sei que isto não é novidade, mas para mim foi, e das boas.

Este fim de semana tinha impreterivelmente de comprar algumas coisas no Continente, para aproveitar alguns cupões e outros descontos diretos. Mas não me estava a ver a ir para lá com as miúdas, a batalhar para ver quem ia na cadeirinha e quem ia dentro do carrinho, a mexer em tudo, a deixarem cair coisas ao chão.

Quando estou no Continente online apercebo-me de um serviço que já existe há alguns anos mas em que nunca tinha reparado: o Click & Go. É muito simples: pomos tudo no carrinho online, selecionamos os talões e descontos que temos no cartão, escolhemos uma loja e um intervalo horário e é só ir lá buscar tudo (na loja ou num ponto de recolha no exterior), que nos é entregue em cinco minutos, bem embalado e pronto a arrumar na bagageira.

Durante a semana, o serviço é gratuito em compras acima dos €25. Ao fim de semana, custa €1, pago com a encomenda no momento do check out. A única coisa que não pode entrar nas compras são brinquedos.

Para quem não tem paciência para perder tempo nas lojas e para quem não quer estar em casa de plantão à espera da entrega de uma encomenda (nem pagar por ela), é perfeito. Fiquei fã.

Nota: Podem conhecer todos os pormenores aqui.