10 de janeiro de 2010

Holmes rules

Há 6 meses há espera dele e não me dececionou. Guy Ritchie no seu melhor a virar Sherlock Holmes do avesso e a transformá-lo num anti-herói muito mais interessante e hilariante do que o que estamos habituados a ver. Em resumo:

- Um Sherlock Holmes (Robert Downey Jr.) alucinado que não gosta de tomar banho, que ganha dinheiro em lutas corpo a corpo e que precisa de Watson para o trazer à tona. Mas que não perde o seu poder dedutivo.

- Um Dr. Watson (Jude Law) muito british, muito cheio de charme e que deve cheirar bem.

- Um Lord Blackwood (Mark Strong) sinistro que nos faz duvidar do que os nossos próprios olhos vêem.
- Piadas com piada e outras que nos fazem ter vontade de as rever em mais uma sessão.

- O ambiente sombrio da Londres da revolução industrial, cheia de carvão, ferro e maquinaria.

- Uma fotografia impecável.
- Planos à Guy Ritchie que nos apanham sempre desprevenidos.

Há mais algo que se possa pedir? Sim, a sequela, que parece que já está na calha.