6 de novembro de 2007

(In)segurança rodoviária

Nos últimos dias têm-se sucedido notícias acerca de uma série de acidentes rodoviários mais ou menos graves. Na semana passada um atropelamento brutal no Cais do Sodré matou mãe e filha, ontem um acidente com um autocarro na A23 já fez 15 vítimas mortais, hoje n acidentes com ligeiros e pesados bloquearam as duas pontes sobre o Tejo, há bocado outra amálgama de ferros torcidos ali no cruzamento com a Católica...

O que é que se passa? É só coincidência ou estamos mesmo a conduzir cada vez pior? Na semana passada a minha mãe só não foi atropelada por um triz, hoje não me bateram também por outro triz... Do alto do meu Disco sinto-me relativamente segura, apesar de saber que, se tiver de ser, será. Na Vespa, já nem tanto, mas aí todos os sentidos estão 100 por cento alerta.

Mas a verdade é que temos de reflectir um bocadinho (bastante) mais quando nos sentamos ao volante. Um dos meus maiores medos é morrer num acidente rodoviário - porque acho que deve ser das coisas mais brutais que há, porque nunca estamos preparados para isso, porque devemos ficar sem perceber o que se passou...

Talvez por isso fique sempre tão preocupada quando sei que o meu irmão vai fazer uma viagem longa, ou quando sei que o meu pai anda a conduzir com sono... É engraçado, sempre que me despeço de alguém de que gosto e que sei que vai fazer um percurso qualquer, digo sempre: «Vai com cuidado». Cuidado connosco e com os outros. Para não acabarmos assim:

4 comentários:

Mary disse...

Pois... também eu tenho TERROR de acidentes de viação. Pela facilidade e brutalidade com que, em poucos segundos, podem incapacitar ou mesmo tirar a vida a alguém de quem gostamos.

Desde que tenho filhos, então, ando mil vezes pior. Porque só de pensar que a vida deles pode estar nas mãos da distracção/inconsciência de terceiros, fico logo com pesadelos...

Carlos Martins disse...

é uma falta de civismo que assusta...

culpem o stress, a vida moderna, o que quiserem... mas a culpa é "nossa", de todos nós.

Custa assim tanto abrandar um pouco, e respeitar os outros?...

especialmente quando a alternativa é destruir famílias, matar pessoas, ou causar-lhes mazelas para o resto d vida.

Bruno Ramalho disse...

a minha viagem para o trabalho é uma aventura todos os dias... é raro o dia em que não veja um acidente, ou situações que poderiam provocar um acidente (se não fossem outras pessoas mais atentas e conscienciosas aos erros e irresponsabilidades dos outros). Ainda no outro dia escrevi sobre esses atropelamentos e sobre o acidente na A29 que por causa dos mirones em vez de um sentido fechado, fecharam os 2.

E nem de propósito, ontem ia tendo um acidente, e porquê? porque havia um acidente no sentido contrário e o pessoal que ia à minha frente desata a travar.. e já íamos bater todos em filinha... e claro, não havia nada a impedir a estrada, a não ser a curiosidade do povo em olhar para o que se passava do outro lado! o_0

Anónimo disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,