28 de julho de 2012

Quero ter

Eu adoro estas cadeiras desde sempre, lembro-me de as ver em tudo o que era cafés (sobretudo em verde e branco) e depois começarem a desaparecer lentamente, dando lugar à praga das cadeiras de plástico. Mas felizmente parece que alguém se lembrou de que existem, as cadeiras de metal ergonómicas e sem arestas surgidas nos anos 30 mas definitivamente desenhadas em 1953 pelo serralheiro Gonçalo Rodrigues dos Santos, que acabou por lhes dar o nome.


São produzidas pela Arcalo e estou a considerar seriamente encomendar algumas para o meu pátio. Resta-me saber se a empresa, que produz para a restauração, também vende a particulares.

6 comentários:

BlueShell disse...

Nós temos 13 (prefiro pares, mas tenho um carinho muito especial por este impar) cadeiras destas no quintal. :) São, de facto, muito confortáveis.
Um café fechou, tinha as cadeiras ao monte na rua. O dono deixou-nos trazê-las e só tivemos de lhes dar uma pintura. Soberbas, sim senhora!

Vespinha disse...

Que sorte! A mim bastam-me 4 ou 5, tenho é de ver se a tal empresa as vende...

Alex disse...

Essas cadeiras cheiram-me a infância. Lembro-me de haver umas iguais junto ao café do Parque Infantil do Alvito.

Quiosque do Ken disse...

Que sorte mesmo! Umas dessas davam um jeitão por aqui!

joao disse...

TODAS as esplanadas de há 50 anos tinham destas cadeiras: robustas, elegantes, confortáveis e davam muito colorido aos locais

Vespinha disse...

Lembro-me bem das do Bibió. :) Já agora, se alguém se souber onde se encontram facilmente, partilhem!