5 de maio de 2013

Carta da minha mãe à minha avó

(Mamã, espero que não te importes de a reproduzir aqui, mas acho que num dia como o de hoje as mães das mães também têm de ser lembradas. E a nossa Babá mais do que todas.)

Olá, bom dia Mãezinha.
Como eu gostava de lhe dar um beijinho, e de lhe desejar um Bom Dia da Mãe!
Mas a Mãezinha sabe que isso não é possível.
Mas eu hoje não quero chorar.

Vamos «fingir» que está aqui, ao meu lado;
- Bom Dia da Mãe, Mãezinha.
Se eu hoje lhe pudesse dar uma prenda, oferecia-lhe um computador.
Era para a Mãezinha se entreter a ler as minhas «histórias» e se rir; mas se calhar, aí «onde a Mãezinha está» não é preciso; já devem conseguir saber TUDO o que se «passa cá em baixo».
Se vir «por aí» a avózinha Madalena, a avó Lisa e a avó Nanda, diga-lhes que eu, o João e o Zé Paulo, também lhes desejamos um Bom Dia da Mãe, e lhes mandamos muitos beijinhos.

Ah, é verdade, já me esquecia!
Desculpe...
A Rita, a Inês e o Miguel pediram-me que lhes enviasse (a si e ao Paizinho) os mesmos mimos a que os habituaram.


Obrigada, Mãezinha.
Até qualquer dia.
Mil beijinhos da sua Lenita.

7 comentários:

Bruxa Mimi disse...

Que bonita carta, tão sentida!

ana george disse...

Oh <3
Será sempre a menina pequenina da sua mãe!

Vespinha disse...

Pena tenho de não ter sido eu a escrevê-la.

Mamã disse...

Obrigada, amor.
Mil beijinhos.
Mamã.

PS- mas se tivesses sido tu a escrevê-la queria dizer que eu já não estava viva...

Vespinha disse...

Uuuupsss... Eu a escrevê-la a ela, não a ti! :)

sininho disse...

que «coisa» mais linda...

Vespinha disse...

É, não é?