17 de maio de 2013

Hoje evoluímos

Não tanto quanto o desejável, mas é bom saber que a partir de hoje uma criança já pode ser coadotada pelo companheiro ou companheira homossexual que já a tenha como filho adotado ou biológico.

Ainda falta a possibilidade de adoção por casais de homossexuais, mas cada coisa a seu tempo.

3 comentários:

Carla Pereira disse...

Por um lado, ainda sinto alguma revolta por não se ter dado o passo mais importante, a adopção sem prefixos que soam a "migalhas". Por outro lado, e tendo em consideração o que ainda se vê por esse mundo fora, tento pensar precisamente isso "cada coisa a seu tempo"...

Vespinha disse...

São baby steps, mas que pelo menos nisto nos caracterizam como um país «ainda» avançado...

Cristina Torrão disse...

Evoluímos, sim :)