3 de julho de 2013

Isto devia estar à porta de tantas casas!


Sem ofensa, mas há miúdos que se portam mesmo mal.

8 comentários:

Nadinha de Importante disse...

Alguns são mesmo muito maus! E têm pais ainda piores.

Vespinha disse...

Porque a culpa é geralmente dos pais...

GATA disse...

Eu tenho pouco paciência para crianças mal-educadas, e nenhuma para paizinhos sem pulso forte nas ditas!

Lígia disse...

Não há dia que vá à praia que não pense, enquanto me passo com criancinhas detestáveis, "aaah, meus ricos cães!!"...

E não é só na praia, mas pronto, é um exemplo flagrante! Acho que quem quer ter filhos devia passar por testes psicológicos primeiro! É que há pessoas que não tem mesmo as competências necessárias!!

Vera disse...

De acordo, às vezes nas ações que faço nas escolas, levo com cada situação... que não lembra a ninguém!

Carolina Duarte disse...

Mal é pouco. Vejo com cada coisa na rua que até me arrepio só de pensar como serão em casa.

Maria disse...

A culpa é dos pais, que se acham donos da razão, e muitas vezes não ouvem conselhos de quem já educou os seus.
Porque afinal...as crianças não trazem livros de instruções, e os pais de hoje acham que por terem acesso há internet, já sabem tudo.
A humildade é sem sombra de dúvidas uma grande virtude, e esta máxima aplica-se a tudo na vida, incluindo no que toca a criar filhos.
Mas também uma coisa é certa, por vezes as crianças portam-se mal porque não têm atenção devida, e ao fazerem tantos disparates, não é mais do que um grito de alerta, para lembrar que estão aí.
EU SEI BEM DO QUE FALO..

Vespinha disse...

Falta de atenção, mimo a mais, compensações por falhas dos pais... A verdade é que muitos dos miúdos de hoje são bem mais rebeldes do que os de antigamente.