2 de janeiro de 2014

E o que leste em 2013, Vespinha?

Tantos, que tive de ir à minha etiqueta Livros e espreitar todos. E sei que alguns ainda ficaram de fora por não me apetecer escrever sobre eles.

Eu li estes, por esta ordem cronológica:
- Do no harm, de Carol Topolski
- As raparigas que sonhavam ursos, de Marco Lanagan
- Contos, de Kafka
- A história de um rapaz mau, de Thomas Bailey Aldrich
- Dentro do segredo, de José Luís Peixoto
- Debaixo de algum céu, de Nuno Camarneiro
- Instructions for a heatwave, de Maggie O'Farrell
- Agora e na hora da nossa morte, de Susana Moreira Marques
- Máscaras de Salazar, de Fernando Dacosta
- Mortalidade, de Christopher Hitchens
- Os últimos presos do Estado Novo, de Joana Pereira Bastos
- O lar da senhora Peregrine para crianças peculiares, de Ransom Riggs
- Gone girl, de Gillian Flynn
- Rugas, de Paco Roca
- Novelas nada exemplares, de Dalton Trevisan
- Como é linda a puta da vida, de Miguel Esteves Cardoso
- Inferno, de Dan Brown
- Lionel Asbo, de Martin Amis
- Let's explore diabetes with owls, de David Sedaris
- Que a festa comece, de Niccoló Ammaniti
- The dinner, de Heman Koch
- O centenário que fugiu pela janela e desapareceu, de Jonas Jonason
- Ele está de volta, de Timur Vermes
- A confiança no mundo, de José Sócrates
- Reconstructing Amelia, de Kimberley McCreight
- A sentinela, de Richard Zimler
- O que morre no verão, de Tom Wright

Leram algum? O que acharam? Recomendam algum imprescindível agora para janeiro?

13 comentários:

Alex disse...

Da tua lista apenas li Dentro do Segredo e Rugas. Gostei bastante dos dois. O do Miguel Esteves Cardoso confesso que ainda está a meio e vou interrompendo com outras leituras. Beijinhos e boas leituras para 2014!

GATA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GATA disse...

Da tua lista, li:
- "Dentro do segredo", de José Luís Peixoto
- "Como é linda a puta da vida", de Miguel Esteves Cardoso.

Infelizmente leio cada vez menos, não por falta de gosto, mas por falta de tempo.

Actualmente ando às voltas com um livro comprado há quase dois anos (!!!) chamado "A mulher do tigre" da escritora sérvia Téa Obreht.

CAP CRÉUS disse...

Não li nenhum da tua lista.
Mas li bastantes :-)

Celeste Silveira disse...

Li quatro. O do Peixoto decepcionou-me um bocado. Estáva à espera de mais. Gosto de Camarneiro e recomendo. E gostei muito do "Debaixo de algum céu". O do Dacosta já li há vários anos, e gosto do que ele escreve. Não sei o que se passa, mas adoro saber mais sobre as mentalidades dominantes vivenciadas durante o Estado Novo. O "víuvo" também é muito giro (salvo seja, credo!) Agora o que eu estou a ler (e a divertir muito, mas muito) é com o "Ele está de volta". Aquilo é delirante...

Nadinha de Importante disse...

Li agluns da tua lista, dos que mais gostei foi o de Gillian Flynn, Miguel Esteves Cardoso e José Luís Peioto.

Carla Pereira disse...

Da tua lista, só li o "centenário...", gostei do enredo surreal. Agora, estou a ler "A vida secreta das abelhas" recomendado pela minha melhor amiga que adorava ser apicultora!

Vespinha disse...

Estamos aqui muitas em sintonia. :)

paraquedista disse...

A Téa Obreht é norte-americana embora com raízes sérvias. Eu li em inglês (não é presunção, teve de ser) e gostei. Sobretudo tendo em conta a idade da autora. E acho que alguém já deverá ter comprado os direitos para cinema.

paraquedista disse...

A Téa Obreht é norte-americana embora com raízes sérvias. Eu li em inglês (não é presunção, teve de ser) e gostei. Sobretudo tendo em conta a idade da autora. E acho que alguém já deverá ter comprado os direitos para cinema.

GATA disse...

PARAQUEDITA: bem, ela nasceu em Belgrado, na ainda Jugoslávia, e mudou-se com a família para os Estados Unidos quando começou a guerra. Actualmente terá nacionalidade americana, mas tecnicamente não nasceu nos E.U.A.

Mas fico contente por saber que leu o livro e que gostou! Eu ainda vou a meio e estou 'presa' à história - até porque conheço alguns países resultantes da quebra da Jugoslávia.

Catarina disse...

Não li nenhum desses livros não fazem o meu género.

Mas li 105 ao longo de 2013.

Vespinha disse...

105 é brutal, são mais de 2 por semana! Que inveja... :)