18 de fevereiro de 2014

Coisas que considero uma injustiça tremenda

Eu não conhecia esta menina (sim, porque com 20 e poucos anos ainda se é uma menina), mas soube há dias que estudava medicina veterinária em Évora, que adorava bicharada e que já era (e prometia ser ainda mais) uma excelente bailarina. Chamava-se Carolina Tendon e morreu durante o sono na noite de 9 para 10 de fevereiro.

Perdeu-se um talento que crescia a olhos vistos. Reparem na diversidade:




13 comentários:

SuperSónica disse...

Fogo, injustiça é pouco...

Caco disse...

Que horror...

Ana Chagas disse...


Foi uma estrela...cadente.

(Sempre tão triste quando alguém parte tão jovem e prenhe de potencial e promessa, mesmo que não conheçamos)

Lígia disse...

Acabei de saber que o pai de uma colega faleceu e agora leio isto...até me dói a pele de tão arrepiada... Há coisas mesmo injustas... fico especialmente triste quando era alguém ligado aos animais, por razões que já conheces...

Oh raios:(

Leana disse...

É impossível não ficar com um nó na garganta...

Vespinha disse...

É terrível... e pensei o mesmo que, Lígia... :(

GATA disse...

Por vezes a vida é muita injusta... :-(

Teresa disse...

A última foto é linda!!!

Teresa disse...

Dançava maravilhosamente!!Qual foi a causa da morte?

Vespinha disse...

Não sei... Só que foi durante a noite. E que enquanto viva tinha planos até mais não! :(

CAP CRÉUS disse...

Não sei que te diga. Não sabia disto e estou mais uma vez muito revoltado com isto tudo.
lamento muito :-(

Anónimo disse...

Estou muito revoltada com isto tudo.
lamento muito :-(

Vespinha disse...

É muito triste...