24 de junho de 2014

Porque é que tantos brasileiros estão contra o Mundial

A resposta pode estar nesta reportagem de Mario Tama, que demonstra na perfeição como as imagens falam por milhares de palavras.

4 comentários:

Ana Chagas disse...


Já pensei e debati muito sobre este mesmo tema.
Não sou contra o desporto nem eventos desportivos em geral, mas não posso de forma alguma apoiar como estas copas, estes europeus, e mundiais de futebol são organizados.
Mesmo numa escala muito menor, como foi o nosso euro 2004, passada a euforia das massas, ficámos com estádios descartáveis, autênticos elefantes brancos que não servem para nada nem ninguém, e só significam despesa (porque a manutenção conta e não é barata) para as câmaras municipais. Euros que deveriam ser gastos com quem precisa, com os idosos, com a saúde, etc.

Agora aumentar exponencialmente tudo isso para algo da dimensão do Brasil, em que a miséria, a necessidade, e tudo o que daí advém é tão maior e mais gritante.

Fico feliz por haver cada vez mais brasileiros a manifestarem-se contra a copa, a abrirem a pestana, a demonstrarem que a cabeça deles não é só samba e futebol.

Vespinha disse...

Tens toda a razão ao falar do «pós». De facto, não foi só o investimento inicial feito, mas tudo o que implicará a nível de manutenção e de rentabilização do que restará depois. E duvido que essas contas tenham sido feitas no contexto em que o Brasil vive. É gritante o contraste que vemos todos os dias na televisão...

Ana Chagas disse...


E é uma opinião que detenho há já muitos anos. Imagina os olhares tipo "se o olhar matasse" que recebi quando tocava neste tema durante o euro 2004!

Vespinha disse...

Ah pois imagino... Muitos brasileiros devem ter passado um mau bocado por causa disto.