7 de julho de 2014

As coisas simples da vida, n.º 180


É das coisas que mais gosto de fazer. Não apenas numa perspetiva altruísta, que existe, mas também pela sensação de me ver limpa de uma carga de coisas que trazia atrás sem delas precisar.

3 comentários:

Bruxa Mimi disse...

Acontece-me o mesmo. E, às vezes, depois de encher alguns sacos, fico a olhar para o armário e para os sacos, a pensar como é que tudo aquilo estava arrumado no armário, que parece continuar cheio!

Vespinha disse...

Sim, é verdade. :) Mas sai-me cá um peso de cima! Isso e deitar fora papelada antiga.

Ana Chagas disse...



Olá Vespinha :)

Ora aí está mais uma na qual me revejo a 100%. Ainda há semanas, com todas as remodelações por aqui, aconteceu mesmo isso. Sabe bem saber que existem coisas que vão encontrar uma segunda vida nas mãos de alguém.