19 de setembro de 2014

As coisas que nos irritam #4


E as que, como eu já vi, as cortam na garagem comum? E as que cortam as unhas das mãos nos transportes públicos? Blagh...

7 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite,
belherc?!
E as que não as cortam e exibem as garras, usando sandálias?
E as que não cortam a unhaca do dedo mindinho? Será para coçar o co...tovelo?
«Tenham medo, tenham muito medo!»
Fernanda

Teresa disse...

Já me levantei e saí de um autocarro por causa disso!!!! NOJO!!!!

Ana Chagas disse...



Estou convosco! Vai muito além da irritação, chega ao nojo.

Uma vez deparei-me com um rapaz num jardim público, munido de espelhinho, a espremer borbulhas com o mesmo afinco como se estivesse na privacidade do seu wc.
E também já tive a infelicidade de encontrar esses exibicionistas das manicures em público. Ca nojo!

Sérgio S disse...

Estes dias vi uma senhora no metro que após de ter assoado levantou-se do banco onde estava para ir deitar o lenço para a linha do comboio. Isto apesar de ter um caixote do lixo mesmo ao lado do banco onde estava. Moral da história: ser-se porco é uma forma de estar na vida.

Vespinha disse...

Gostei desse lema, Sérgio! :)

espressoandstroopwafel disse...

Aiii...sofro dessa irritacao! Mas pior pior, foi no outro dia, uma colega (uma francesa ja meio patareca das ideias) que me comeca a cortar as unhas no meio de uma reuniao de equipa com uma tesoura que usamos na copa!! E estava ao meu lado!!! Arghhhh Ia tendo um ataque de nervos!

Vespinha disse...

Duplo nojo!