27 de outubro de 2014

Dos acidentes domésticos

(ou de como um secador pode ser um utensílio muito perigoso)

Imaginem esta cena:
- eu estou na casa de banho e a TT entra;
- vem dar-me marradinhas nas pernas;
- do meu lado esquerdo, numa prateleira, está o secador, com o fio ligeiramente descaído;
- sem saber como, a TT enreda-se no fio e foge assustada;
- não consegue fugir porque entretanto o fio prendeu-a mesmo;
- com o desespero começa a dar patadas e liga o secador;
- em pânico com o barulho e por estar presa, faz xixi;
- eu tento desenredá-la, mas o estado dela não me deixa tocar-lhe;
- só me lembro de puxar o fio da tomada para o barulho parar e ela conseguir finalmente fugir.
E tudo isto em poucos segundos.

Tenho a mão direita toda arranhada, a TT não ganhou para o susto, o secador ficou desfeito. Julgava eu que os secadores deviam estar longe das banheiras. Afinal devem é estar longe de tudo o que mexe e sempre desligados da tomada. Só de pensar que ao fazer xixi com aquilo ligado ela podia ter sido eletrocutada...

8 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Mas que granel! :-(

Lígia disse...

Xiii... aquelas coisas tão parvas que acontecem... :/ Ainda bem que foi só susto!

Ana Chagas disse...


Bolas! Só demonstra que por mais cuidadosos que sejamos, há sempre espaço para o imprevisto. Que grande susto!

GATA disse...

Desculpe??? A menina tem o secador sempre ligado à corrente e ainda por cima à mão??? As arranhadelas foram castigo!!!

Vespinha disse...

Gata, não me faças sentir ainda pior do que me senti ontem...

Cristina Torrão disse...

Ficou tudo pelo susto, pronto! E aprendeste a lição ;)

Vespinha disse...

Ai se aprendi...

A Gata de Saltos Altos disse...

Bem...que cena...!

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/