2 de outubro de 2014

Fico fora de mim...

... quando alguém faz uma manobra perigosa arriscando a minha vida, ouve uma buzinadela, não pede sequer desculpa e no fim ainda se ri com cara de gozo. Sobretudo se for uma mulher, de quem não esperava isso. Só me apetecia ter um bulldozer e passar-lhe por cima.

3 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Sabes o que costume dizer/pensar?
Adorava ter rios de dinheiro, porque nestas situações e outras de estacionamento abusivo, etc, ia em frente até os abalrroar. Espatifava-lhes os carrinhos e mandava-os falar com os meus advogados.
São uns assassinos!
Cada vez tenho mais receio de andar na estrada.

Ana Chagas disse...



Infelizmente as estradas são um dos "grandes" cenários da falta de civismo, boas práticas e bom senso.
Honestamente, quem me dera que arranjassem uma fórmula mágica que permitisse que os transportes públicos fossem tão bons, tão rápidos e convenientes que a grande maioria das pessoas optasse por não usar o carro.

Vespinha disse...

E a cara de gozo da sujeita deixou-me doida...