13 de novembro de 2014

De pequenino...

Apesar de ainda não ter filhos, lido com muitas crianças, filhos de amigos. E lembro-me bem da minha infância e adolescência, quando, apesar de haver sempre empregadas à hora, nos cabia a nós (a mim e aos meus irmãos) uma série de tarefas domésticas diárias. Se um punha e levantava a mesa, o outro lavava a louça e o terceiro limpava-a e arrumava-a. As camas éramos nós a fazê-las. Roupa, se a quiséssemos lavada, tínhamos de a colocar no cesto da roupa suja.

Não nos fez mal nenhum, por isso, mesmo com a mudança dos tempos, acredito que pôr as «nossas» crianças a ajudar em casa desde pequeninas só lhes dá sentido de responsabilidade. E muitas até se divertem. Eu, por exemplo, adorava limpar as casas de banho e fazer trabalhos de jardinagem.

6 comentários:

GATA disse...

Não tenho filhos e pouco lido com crianças. Mas tive uma mãe 'militar' e ainda hoje essa educação 'vê-se': p.e., não saio de casa sem fazer a cama (excepto se adormecer, o que felizmente é raro!)

CAP CRÉUS disse...

Lá em casa o mais velho já ajuda alguma coisa. Não tanto quanto deveria, mas está no bom caminho.
Quanto a mim, lembro-me de aspirar e limpar o meu quarto.

espressoandstroopwafel disse...

Esta tabela esta muito engracada! Eu lembro-me apenas de arrumar o meu quarto, limpar o po e aspirar, por e levantar a mesa. O resto estava reservado ao mundo dos "grandes" :)Mas acho que nao me teria feito mal nenhum limpar as casas de banho e afins. O "choque" de ter que fazer essas coisas na idade adulta teria sido menor.

Ana Chagas disse...



Nem mais! :D

Fifi disse...

Acho muito bem ensinarem aos miúdos desde pequenos a ajudarem em casa, e que as coisas não aparecem feitas do nada. Comigo foi assim e desde cedo que aprendi a desenrascar-me sozinha. Tenho pena de ver pessoal da minha idade e até mais velhos que ainda são os papás que lhes fazem tudo, como se eles fossem atrasados mentais...

Vespinha disse...

É claro que a tabela é flexível, mas dá-nos umas boas ideias, algumas em que se calhar nunca tínhamos pensado. :)