13 de abril de 2015

Pensar de forma positiva


Em pouco tempo, foram duas as pessoas, em contextos totalmente diferentes, que me disseram isto:
- «O que é preciso é acreditar, se acreditarmos que algo vai acontecer muito provavelmente acontecerá.»
- «Temos é de pensar que vai ser assim, se pensarmos vai mesmo ser assim.»

Parecem pensamentos um bocado esotéricos, mas a verdade é que ambas as frases saíram da boca de pessoas que considero felizes. Se calhar funciona mesmo, é uma filosofia de vida que tenho de adotar.

Algo que é difícil, porque altera todo o meu paradigma, eu que sou uma neurótica e que penso sempre no pior para estar preparada para quando ele aparecer, que elaboro sempre na minha cabeça os cenários mais rebuscados. Mas de que me vale isto, se não apenas para sofrer duas vezes? Uma por antecipação e outra quando as coisas acontecem. E até podem não acontecer, e muitas vezes não acontecem de todo.

Por isso, tenho mesmo de redirecionar os meus pensamentos em 180 graus. Mesmo.

6 comentários:

Ana Chagas disse...



Olá :)

Poderia perfeitamente ter sido eu a escrever estas linhas que partilhaste. Tomei essa decisão de (tentar) ser mais positiva, a começar pelos pensamentos, há anos atrás. Faz a diferença do mundo, mas para pessoas "do nosso tipo" é algo complicado, (por vezes impossível), seguir esta dieta zen. Mas quero que te sintas motivada a tentá-lo, pois nos momentos em que conseguimos que os pensamentos positivos soem mais alto na nossa mente do que toda e qualquer neurose, vale a pena, pois tudo se sente mais leve e pintado a sorrisos.

Vespinha disse...

Sim, eu sei que é uma tarefa difícil, parece que temos de fazer sempre um esforço, raramente nos sai naturalmente...

Ana Chagas disse...



Juro que se a reencarnação existe, para a próxima vida faço questão de vestir a pele de uma daquelas pessoas naturalmente cool, que não stressam por nada deste mundo! ;)

Vespinha disse...

Oh Ana, é mesmo isso! :)

GATA disse...

Não é fácil, não... pelo que não sei se conseguirei... mas tentarei...

Vespinha disse...

Ui, está a ser difícil...