23 de junho de 2015

A man called Ove, de Fredrik Backman

Ove é o típico vizinho rezingão. Próximo dos 60 anos, e viúvo recente, passa o seu tempo a vigiar o bairro e o cumprimento da suas regras e a reclamar contra os vizinhos. Ora porque deitam coisas para o chão, ora porque conduzem carros de marcas que Ove não considera aceitáveis (Ove só tolera carros suecos e, de entre estes, sobretudo os Saab), ora porque são gordos, magros ou idiotas...

Tem ainda outro objetivo na vida, que tenta atingir diariamente: morrer para se ir juntar à única mulher que alguma vez o compreendeu e amou. Só que, dia após dia, a tentativa sai-lhe gorada, precisamente por causa desses vizinhos que tanto menospreza. Uns batem-lhe na caixa de correio com um atrelado, outros precisam dele para irem ao hospital, até um gato maltratado se instala lá em casa por não ter mais para onde ir.

O livro é de Fredrik Backman, um jovem escritor sueco, e teve o poder de tanto me entristecer como de me divertir. Ove é, afinal, um rezingão com um bom coração, algo que se descobre a cada página que se vira. Gostei muito.

Nota: Lembram-se de El Grand Torino? Há algo neste livro que me faz lembrar o filme.

8 comentários:

Timtim Tim disse...

Adorei a forma como descreveste o livro. A pensar nele para as férias.

Vespinha disse...

Gostei mesmo, recomendo!

Ricardo disse...

Eu também gostei da crítica... e já me informei do livro na bookdepository.com (já agora pela publicidade podiam-me enviar um! hehehe)

Vespinha disse...

Ricardo, aproveita que está barata a edição em paperback, e ainda por cima não se paga portes. :)

Ricardo disse...

Já está! Este... e mais outros cinco livros. E outros (da tua imensa pilha) só compro depois de ler a tua crítica! ;) Aguardo.

Vespinha disse...

Que grande responsabilidade a minha... :)

Quais são os outros cinco?

Ricardo disse...

Javier Marías, Corazon tan blanco
Ignacio Martinez de Pison, Carreteras secundarias

E depois do que já vi (e alguns tu tens):
Mark Haddon, The Red House
Ian McEwan, The Children's Act
Bill Bryson, At Home: A Short History of Private Life

Mas estão outros na calha para comprar :)

Vespinha disse...

Ricardo, The red house já tens aqui: http://vespaaabrandar.blogspot.pt/2015/06/a-casa-vermelha-de-mark-haddon.html

The children's act devo terminá-lo esta semana. :)

O outro vai demorar bem mais, até a pegar nele...