1 de junho de 2015

Vantagens (económicas) da minha Vespa


Partindo do capacete e no sentido dos ponteiros do relógio:
- só não poupo nas portagens porque raramente as uso e não pedi a Via Verde para motas;
- estacionamento a zero cêntimos a dois passos de qualquer destino;
- inspeções não há (mas aqui que ninguém nos ouve, acho que devia haver);
- apenas €7,77 de IUC por ano por uma 300 cc;
- as filas de trânsito são peanuts;
- só não cabe na algibeira;
- cinco moeddas de €1 para a lavar e já é muito;
- não há prestações, felizmente está paga;
- da aquisição não falo, numa Vespa não se paga apenas a mota;
- 3,2 litros aos 100 km é quase imbatível.

Dúvidas?

5 comentários:

Ricardo disse...

Bem queria comprar uma, mas primeiro está em mudar o carro. Mas será um pequenino. E só depois poderei pensar na mota. Invejo-te! Ehehehehe

Vespinha disse...

Sim, eu ando de Vespa mas não dispenso o carro com chuva e frio. Sou uma vespista de meia-tigela. :)

Sérgio S disse...

Eu mota nem pensar nisso. Da lista, o ponto que chego a conseguir igualar é, curiosamente o último. Durante a semana, de casa ao Parque das Nações (venho do outro extremo da cidade), chego a fazer entre 3 e 3.5 l/100. Isto porque para além de não ter o hábito de carregar no acelerador, a viatura é mais eficiente no pára e arranca, tipo 2a circular, que em auto-estrada (a velocidades baixas funciona a pilhas).

Ricardo disse...

Então estás como eu! Não posso dispensar o carro com chuva e frio... E temos tido alguns dias bem "invernosos". Mas acima de tudo frequentemente posso ir para o trabalho de metro (o que é bom)... e o carro servirá para dias impossíveis (por isso quero um carro tipo smart ou fiat500 ou algo assim). Depois lá virá a vespa para dias soalheiros! ;)

Vespinha disse...

O meu carro gasta bastante, mas é da empresa e não me posso queixar. Assim uso a Vespa o mais possível, porque usar os transportes públicos não seria prático para o meu percurso diário...

Ricardo, gosto de ambos, do Fiat 500 e o Smart novo. :)