16 de julho de 2015

20 conselhos para escritores, por Stephen King



Segundo a revista Ler, são os da lista abaixo. Sem ser escritora nem ter pretensões a isso, parecem-me muito bem.
  1. Escrever para si próprio; só depois pensar no leitor.
  2. Não se preocupar com o que os outros vão dizer.
  3. Ter confiança em si próprio. «Estou convencido de que o medo está na origem das piores páginas.»
  4. Continuar fiel ao seu estilo.
  5. Escrever torna-nos felizes.
  6. Cuidar do começo do livro. «A primeira linha deve convidar o leitor a entrar na história.»
  7. Escrever uma palavra de cada vez. «Quer se trate de uma pequena história de uma página, ou de uma epopeia como O Senhor dos Anéis, o trabalho é sempre feito uma palavra de cada vez.»
  8. Não utilizar a voz passiva. «Os escritores tímidos gostam dos verbos passivos pelas mesma razão que os amantes tímidos gostam dos parceiros passivos. A voz passiva não corre riscos.»
  9. Evitar os advérbios. «O advérbio não é vosso amigo. Sobretudo depois de “ele disse” ou “ela disse”.»
  10. Fazer parágrafos. «Os parágrafos são tão importantes no plano visual como no plano do significado: são os sinais da intenção.»
  11. Não ficar obcecado pela gramática. «A finalidade da ficção não é a exatidão gramatical, mas deve permitir que o leitor entre no romance para lhe contar uma história.»
  12. Não ser exaustivo nas passagens descritivas. «A descrição começa na imaginação do autor, mas deve acabar na do leitor.»
  13. Deixar cair as passagens que sabemos de cor. «Suprimam as vossas passagens preferidas...»
  14. O trabalho de documentação e investigação não deve suplantar a intriga.
  15. Escrever com a porta fechada. «É a vossa forma de dizer ao mundo e a vós próprios que estão ocupados.
  16. Preparar a sala de trabalho de uma forma simbólica.
  17. Desligar a televisão e eliminar as distrações.
  18. Cumprir os prazos. «O primeiro esboço de um romance, mesmo longo, não deve tomar mais de três meses a escrever, o que corresponde a uma estação do ano.»
  19. Fazer um pausa. «Ler o livro depois de seis semanas de férias pode ser uma experiência estranha e estimulante.»
  20. Escrever e ler o tempo todo. «Ler muito e escrever muito. Se não tiverem tempo para ler, então também não têm tempo (e ferramentas) para escrever.»

3 comentários:

Timtim Tim disse...

Amei mesmo os conselhos. Quem sabe, sabe...

eu disse...

Revi-me em algumas coisas, principalmente porque escrevo para mim. Beijos, Pink

Vespinha disse...

Escreves para ti? Que giro! Nunca me aventurei...