21 de julho de 2015

Ironia

Esta imagem tem corrido as redes sociais, mas não podia deixar de a reproduzir aqui: um polícia negro a dar apoio a um membro da Ku Klux Klan que sofreu uma insolação enquanto participava numa manifestação pró-nazi.

Fotografia: Associated Press, Rob Godfrey.

6 comentários:

Ana Chagas disse...



Gosto de imaginar que este senhor vai repensar toda a sua postura perante as pessoas de outras raças, que este foi o gatilho para uma mudança de atitude, um momento de rendenção.
Acredito que a atitude, (enorme!), deste polícia, pela compaixão terá uma repercussão maior e mais profunda que qualquer animosidade.
Serei uma sonhadora?! ;)

Vasco disse...

Que continue a correr até toda a gente ver.

GATA disse...

Espanta-me como é que o senhor do KKK deixou que um negro, mesmo que polícia, lhe tocasse! Certamente efeito da insolação!

Ao contrário da Ana Chagas, eu não acredito em mudanças... muito menos para melhor!

Ana Chagas disse...


Gata,

Eu sou meio bipolar nestas coisas: Tenho uma metade sonhadora, idealista, naif, que suspira e depois leva patadas da metade céptica, que nunca espera grande coisa da nossa espécie, e que rapidamente diz à outra "Deve ser deve! Está parvinha de todo!"

Vespinha disse...

Eu também acredito um bocadinho...

Cristina Torrão disse...

Sim, Gata, com certeza efeito da insolação. Há alturas em que nos sentimos tão mal, com tanta necessidade de ajuda, que a aceitamos, venha ela de onde vier. Neste caso, pode mesmo ser uma boa lição.
Há mentes muito bloqueadas, mas, como a Ana Chagas e a Vespinha, espero que o episódio faça o senhor, pelo menos, pensar.