31 de agosto de 2015

Ponto de situação felino

As coisas aqui em casa não têm estado fáceis, com a TT e a Vespa cada uma com a sua maleita (afinal, têm 12 anos cada uma!):

TT - anda a tomar um tranquilizante natural, que ajuda a lidar ou a prevenir situações stressantes. É o Zylkène e toma o pó de uma cápsula por dia, misturado no patê. Poderá demorar uns dias a fazer efeito, mas espero que reduza a sua vontade de arrancar pelos das patas. Tenho-lhe dado muito mimo (mas também já dava...) e evitado chegar muito tarde a casa.




Vespa - continua intermitentemente coxa, tudo indica que seja artrite, o que parece que acontece com 90% dos gatos com mais de 12 anos (teria sido difícil ficar nos 10%...). Está a terminar o anti-inflamatório e a experimentar um suplemento natural que permite desinflamar e «olear» as articulações. Se melhorar com isto fá-lo-á para sempre. O pior é administrar-lho. O anti-inflamatório não é difícil, um comprimido pequenino esmagado no patê. Mas se misturar este ela rejeita-o. Um filme para o dar diretamente pela boca, pois é muito grande. A solução tem sido desfazê-lo em água e dá-lo com uma seringa, mas perde-se sempre um bocado. Se se concluir que será mesmo este o tratamento a seguir, terá de se arranjar uma alternativa do género das cápsulas de que se retira o pozinho.

O PDI chegou cá a casa...

10 comentários:

CAP CRÉUS disse...

As melhoras de ambas.

Isto de termos animais, é tramado!
(e de eles envelhecerem, também...)

eu disse...

Tem paciência. Amá-lhos na velhice. O meu patudo de 14 anos também está cheio de maleitas e a vet quando viu o tamanho do sopro no coração dele, vieram-lhe as lágrimas aos olhos. Ainda por cima, cada vez que lhe dá alguma coisa, por ser um Perdigueiro, pesadote, lá tem que vir o homem a voar e largar tudo para irmos com ele à veterinária.
Mas, e espero que aconteça contigo, de vez em quando, vamos com ele para um monte ou mesmo no parque de estacionamento e parece que tem red bull nas veias, parece uma criança. A verdade é que quando cada saco de 20kg de ração acaba, e eu vou logo repor, penso: "será que é este que ele não vai comer até ao fim"?
Infelizmente não sei a idade dos meus gatos mas um , mudou por completo a atitude, de independente, passou a sofá, a encosto, a sombra, a gata, deve ser mais viva.
Olha, como disse ele cá em casa, quando ey afastei o gato a dizer que ele era uma fonte de calor, ele é apenas uma fonte de amor, tratadinho como deve ser até ao ultimo dia. Paciência Vespa, muita calma e muito amor que eu sei que tens. Pink Poison

Ana Chagas disse...


Olá :)

Lá está, envelhecer é mesmo agridoce. Como seria bom não existirem maleitas, especialmente no que toca aos animais. Pensamento positivo! Tenho a certeza que a medicação fará o efeito pretendido, que irás encontrar a melhor forma de dar o comprimido sem que a Vespa dê conta.

Vespinha disse...

Hoje de manhã consegui dar-lhes quase tudo, resta saber, quando chegar a casa, se a Vespa não terá vomitado. É que ela é perita nisso...

Entretanto, já descobri que se o protetor das articulações funcionar também há em cápsulas, podendo-se retirar o pozinho. Sempre será mais fácil. É que o que lhe dou agora tem o tamanho de um ben-u-ron e tem de ser desfeito em água.

Ana Chagas disse...



O tamanho de um bem-u-ron?! Isso na escala de um gato é simplesmente ENORME! Ainda bem que existem as tais cápsulas.

Vespinha disse...

Podes crer... mesmo esmagado e misturado na comida é muito, impossível ela não notar e rejeitar o patê. Assim desfaço-o em água e dou-o com uma seringa, mas para já estou a dar metade de manhã e metade à noite, a ver se ela não vomita.

Como os comprimidos são caros, estamos agora a ver se fazem realmente efeito, para então investir na forma de cápsulas, o que tornará tudo mais fácil.

Lígia disse...

Opa :(
Bolas, para um gatuncho, um comprimido do tamanho de um ben-u-ron é quase crime:/ Ia dar-te uma dica, mas desse tamanho e/ou quantidade n há dica que valha... Ao contrário do que seria de esperar, eu abomino remédios para gatos em líquido para dar com seringa! É mais moroso, sai tudo para fora, eles têm mais tempo de reagir...
Tive aqui uma gatinha pendura que esterilizei e que foi a que mais trabalho me deu com a medicação... cortava-me os dedos com os dentes de cada vez que lhe tentava dar fosse comprimido, fosse xarope... até que (como alguma paciência minha, é certo) adotei a "metodologia do sono" :P Eu explico, sentava-me (quase deitada) pertinho dela e esperava que abrisse a boca e naquela fração de segundos pumba, punha-o para dentro! N tinha tempo de reagir e tinha de o engolir! A sorte é que era uma gatuncha que abria a boca com relativa frequência hehe :D

Vespinha disse...

Estou com os dedos da mão direito numa lástima, mas ontem à noite e hoje de manhã consegui alguma coisa. O melhor seria mesmo o pozinho misturado no patê...

Teresa Cardoso disse...

As melhoras das meninas :)

Anónimo disse...

222
As melhoras!