14 de dezembro de 2015

E ainda querem que se opte pelos transportes públicos...

No sábado de manhã tinha de ir à Baixa fazer umas últimas compras, e optei por deixar o carro na garagem e ir de autocarro. Iria apanhar o das 10h45 e quando cheguei à paragem às 10h43, que por acaso é a inicial, já só se via a traseira do 708, bem lá ao fundo.

Andarem atrasados não me admiraria, agora adiantados? Pois não demorou muito até morder a língua. O autocarro seguinte, previsto para as 11h07, só saiu às 11h17. Ora toma que é para aprenderes.

No regresso, um filme parecido mas pior. O autocarro que supostamente partiria do Martim Moniz às 14h16 só saiu às 14h30. Sublinho que era sábado, um dia solarengo. e que não havia muito trânsito nem acidentes pelo caminho.

Paguei o meu bilhete e lá me sentei num espaço exíguo, que aquele autocarro deve ser um modelo para gente de pernas curtas. Ao chegar à Gare do Oriente, o motorista limitou-se a anunciar que ficaria por ali. Desculpe? Lá lhe perguntei se poderia esperar pelo próximo usando o mesmo bilhete. Resposta que não, pois claro, teria de pagar outro bilhete para percorrer os últimos 2 km que o senhor não se dignou fazer. Fui a pé.

Não sei a quem cabem estas decisões de saírem antes da hora e alterarem os percursos, mas a verdade é que agora não me apanham a andar de autocarro tão cedo.

7 comentários:

Ana Chagas disse...


Surreal! E é uma pena, pois quanto melhor funcionarem os transportes públicos, mais pessoas dispensarão o automóvel. E o que todos ganharíamos em cidades com menos carros!

CAP CRÉUS disse...

A dada altura, parece que são os motoristas que decidem.
No teu caso, e relativamente à chegada, parecem ordens superiores.
"Ao fim de semana, ficam pela penúltima paragem, que já não deve haver ninguém para transportar..."

Eu, para o metro vou sempre na dúvida. Ou há plenário, ou avaria ou atraso...

Vespinha disse...

CAp, mas nem era a penúltima paragem, ainda havia umas 4 ou 5 a seguir. E o autocarro levava pelo menos umas pessoas lá dentro... Enviei uma reclamação para a Carris, que cairá em saco roto...

CAP CRÉUS disse...

Ahhhhh!
então é muito estranho. Devias ter ficado com a matricula e o nome do senhor. Ficaste?

Também faço algumas ao metro.
Explica-me como é que em hora de ponta, o tempo de espera na minha estação é de 8 minutos...Mas explica-me devagar sff.

Vespinha disse...

Não, não fiquei com a matrícula... Mas enviei a reclamação com o número do autocarro, hora e dia, deve ser fácil chegar lá. Quanto ao metro, no comments...

Sérgio S disse...

No dia a dia ando mais de transportes que de carro. Confesso que me aborrece imenso conduzir no transito da cidade. Mas ao fim de semana ando sempre de carro. Relativamente a este caso, tens mesmo de fazer queixa.

Vespinha disse...

Fiz uma reclamação, no próprio dia no site deles. Até agora, nada...