24 de janeiro de 2018

O meu novo vício: Goodreads

Já tinha conta no Goodreads há uns anos, mas nunca tinha usado a comunidade a sério. No Goodreads também temos uma «rede» de amigos, mas são todos leitores, cada um com os seus gostos. Podemos adicionar os livros que já lemos, catalogá-los em prateleiras pessoais, classificá-los com estrelas, escrever uma crítica, registar a data em que o começámos e acabámos de ler...

Com base nos dados que introduzimos, é-nos devolvida uma quantidade de informação: sugestões de outros livros com base nos nossos gostos, um top dos autores de que mais gostamos, críticas escritas pelos nossos amigos e por leitores de todo o mundo.

Ler torna-se também um desafio: porque podemos ir registando a página em que vamos de um livro, acompanhando o progresso da leitura, e porque podemos desafiar-nos a nós próprios, estabelecendo uma meta de livros a ler por ano. Este ano proponho-me os 35, uma vez que o ano passado li 33. Dois já lá vão.

E por aí, há mais alguém que se queira juntar à comunidade?

3 comentários:

Carla Pereira disse...

Como gosto muito de listas e de ir fazendo "check", basicamente registei-me no Goodreads para ir atualizando os livros que vou lendo e sentir (ainda mais) o estímulo de ler, para cumprir o objetivo a que me propus (2017 foram 33 em 30, superei-me!). Também gosto de, no final, ler as opiniões e perceber como o mundo é tão diferente: tantos que adoro e outros detestam e vice-versa.
Apesar disso, continuo a fazer esse mesmo registo em papel, o meu lado antiquado não me deixa!

Cris disse...

Já uso o Goodreads há uns anos e gosto muito, até porque fica um excelente modo de não esquecer as leituras que se vão fazendo. A troca de opiniões é também interessante.

Vespinha disse...

Estou mesmo fã. Quantas vezes não acabo um livro e me apetece saber a opinião de outras pessoas como eu, que não são críticos profissionais. No Goodreads há. :)