27 de dezembro de 2012

Eu só posso ter enlouquecido!

Para achar que este rato até tem algo de querido... Será verdadeiro? Estará manipulado?

7 comentários:

papoila disse...

Tão querido, ao dá para entender se é verdadeiro ou não....
Querido ele é!
xx

Tânia Silva disse...

é amoroso!
será mau dizer que quero um? ;)

Vespinha disse...

Mas será verdadeiro? Não haverá aqui photoshop?

Lígia disse...

Eu acho os ratinhos super fofinhos! Aqui há dias o Zé Maria, que é perito em caçar tudo o que aparece por aqui (o que vale é que não aparece muita coisa...), deixou-me um, do tamanho de um dedo, morto, tipo prémio para eu ver, dentro da mansão dele...fiquei tão aflita e com tanta pena que nem era capaz de lhe mexer:((( Era mesmo fofinho e pequenino...

Teresa Cardoso disse...

Bem em tua casa não vai viver de certeza...duas gatas e esse bicharoco era um belo circo.
Eu acho que é daqueles pequenitos que são manipulados, pelo menos cães já vi...

Vespinha disse...

Sim, a minha Vespa dava cabo dele em 2 tempos...

Cristina Torrão disse...

Eu penso que é photoshop. Acho grande demais para rato, é mais ratazana e estas não têm um focinho tão querido.
Agora lembrei-me de uma história: uma vez, estando na sala de espera do veterinário, perguntei à única pessoa que lá estava, uma moça jovem, que animal é que tinha, já que o dito cujo estava escondido no seu regaço, debaixo de uma coberta. Ela disse-me que o escondia assim porque se tratava de uma ratazana, o que costumava chocar as pessoas. Mas era uma ratazana de estimação, doméstica, disse-me ela. Perguntou-me se eu a queria ver. Eu não quis dar sinal de fraca e, afinal, sou de opinião de que todos os animais são criaturas de Deus. Disse-lhe que sim. Ela mostrou-me apenas o lombo e eu estarreci com o pelo fofo e lustroso. Não era assim que tinha ratazanas no pensamento. Mas a moça foi educada, só me mostrou mesmo o lombo, não lhe vi o focinho, por isso, não posso dizer se tinha este aspeto.