3 de outubro de 2013

O mordomo


Quase não vale a pena falar da prestação de Forest Whitaker, que é fenomenal como sempre. Ou do restante elenco, de luxo. Ou ainda de todos os requintes que requerem a profissão de mordomo, sobretudo para quem segue religiosamente Downton Abbey. Mas vale a pena falar da luta pelos direitos dos negros num país como os EUA, uma luta que há 30 anos ainda era inglória e que hoje ainda revela resquícios.

Em traços largos, O mordomo baseia-se na história verídica de Cecil Baines, um mordomo que esteve ao serviço da casa Branca durante mais de 30 anos, servindo 8 presidentes sempre de modo profissional mas com o nó da garganta de ter um filho revolucionário. E retrata acima de tudo as movimentações na sociedade americana pelos direitos civis iguais para todos.

E a banda sonora, atenção, atenção, é escolha de Rodrigo Leão. A não perder.

3 comentários:

homem sem blogue disse...

De momento é o meu preferido para os Oscares do próximo ano. O filme e o Forest para actor principal.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Wendy disse...

Está na minha lista de filmes a ver brevemente ;)

Miguel Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.