14 de janeiro de 2015

E ainda digo que não sou uma perfume person...

Porque não ando atrás das novidades que saem, porque muito raramente dou um balúrdio por um perfume (geralmente, só os compro nas duty-free shops), ontem fiquei parva quando me apercebi de que tenho a uso 12 (sim, DOZE) perfumes diferentes. Talvez por usar muitos e raramente usar o mesmo dois dias seguidos (para não criar o hábito e perder o aroma que gosto de sentir durante todo o dia), cada um vai-se gastando pouco, daí a acumulação.

Anyway, com esta idade chego à conclusão que de manhã o que uso tem mesmo a ver com o meu estado de espírito. São eles:


Algumas notas: Adoro todos os DKNY, se bem que o mais recente, My NY, é bom demais. Com os Marc Jacobs vou entrar em privação com o Kumquat (o do frasco cúbico), uma edição limitada do verão de há 2 anos e que não se encontra por nada. Não se deixem enganar com o Tommy, este Jeans é de uma frescura ímpar. Se quiserem cheirar a caipirinha, o Guerlain Limon Verde é garantido. E o da Body Shop Peach Vineyard, que cheira mesmo a pêssegos maduros, vai ser descontinuado. Do lavanda nem é preciso falar, já o referi aqui vezes de mais.

Mais uma nota: Em lista de espera está o Divine da Caudalie.

E uma última nota: Quais são os perfumes de eleição de quem está desse lado?

6 comentários:

Quiosque do Ken disse...

Adoroooo o de lavandaaaaa

Dalí Woman disse...

Alguns dos que amo: Guilty da Gucci, o DG da Dolce Gabana (cx. vermelha veludo), lady million. Os nomes devem estar mal escritos. Mas esquece lá isso que estou cansada. ;)

Besito

Vespinha disse...

Estou a ver que tenho de fazer uma visita à Perfumes & Companhia para fazer reconhecimento de terreno...

Ken, esse então depois do banho é tão bom!

GATA disse...

Eu sou uma "Perfume Person" (os perfumes são o meu único luxo), no entanto eu tenho menos perfumes que tu, porque eu sou muitooo esquisita.

De momento tenho 5 (a ordem é aleatória):
- "5th Avenue" de Elizabeth Arden
- "Elle l'aime" de Lolita Lempicka
- "Le Parfum" de Elie Saab
- "Ambre Sublime" de Stendhal
- "La Panthère" de Cartier (o mais recente)

Durante anos eu usei o "Femme" de Dolce & Gabbana, que depois decidiu 'renascer' o perfume, chamou-lhe "Pour Femme", e perdeu uma cliente – eu.

Durante anos usei, também, o "Glamourous" de Ralph Lauren, que depois decidiu retirar o perfume do mercado, alegando que era o que menos vendia, e perdeu uma cliente – eu!

Durante anos usei, também, o "Obsession" de Calvin Klein, que primeiro lançou uma versão chamada "Secret Obsession" (que cheira a mata-mosca!), depois decidiu retirar o perfume do mercado, alegando eu-sei-lá-sei-lá, e perdeu uma cliente – eu!

Ana Chagas disse...


Olá :)

Sempre adorei perfumes, desde pequena. O grande culpado foi o meu pai que me trazia, no regresso das viagens, coffrets com miniaturas, perfumes, caixinhas para guardar o baton em seda e coisinhas assim.
Já usei tantos ao longo da vida que perdi a conta, demasiados para enumerar. Desde o Ô de Lancôme, os Cacharel com o Anais, ou o Noa, o 212, o Ck 1, Le Premier de Lolita Lempicka, Laguna de Salvador Dali, Knowing de Estée Lauder, Paris de Yves Saint Laurent, o mesmo DKNY e outros, Davidoff cool water, Halloween de J. del Pozo, etc.
Gosto de ir alternando entre cheiros, entre fragâncias que recriam diferentes tonalidades, temperaturas e cenários.
Ando a usar agora o Escala a Portofino e pretendo rodar toda esta linha dos "Cruise".
Uma grande surpresa a nível olfactivo foi o Miami Glow da Jennifer Lopez que experimentei há algum tempo. Cheira a puro Verão.

Vespinha disse...

Não gosto do verão, mas cheiro a verão parece-me bem! :)