9 de fevereiro de 2015

A dama do lago, de Raymond Chandler

Para comprar este livro
 por €10, clicar aqui.
Este é um romance policial que, mais do que pela história, vale pelo caráter da sua personagem principal, o detetive Philip Marlowe. Marlowe tem uma ironia refinada e ao mesmo tempo tão evidente que nos põe a pensar: Como é que nunca pensei em responder assim? Parece uma comparação estranha, mas imaginem o Dr. House em versão detetive, um homem que nunca acredita nos seus interlocutores e que lhes responde de modo invariavelmente desconcertante.

A história passa-se nos anos 40, entre Los Angeles e um lago existente nas redondezas, Little Fawn, uma paisagem idílica onde, na busca de uma mulher desaparecida, se descobre outra, morta. Que por sua vez remete para a primeira, que aparentemente nada tem a ver com ela.

Muito mais não posso contar, porque neste tipo de livros falar muito só os mata. Mas vale a pena ler, este e todos os outros que tenham como protagonista Philip Marlowe. É uma personagem que fica na minha história da literatura. E não só policial. 

5 comentários:

Alex disse...

Não gosto muito de policiais mas agora fiquei curiosa!

CAP CRÉUS disse...

Isto parece bom!
A par dos livros de viagens, os que gosto mais são os deste género. :-)

Vespinha disse...

Eu gosto de policiais, cada vez mais, sobretudo pela variedade que tenho descoberto. É incrível o que se aprende em muitos dos livros, sobretudo a nível sociológico.

Carla Pereira disse...

Achava que não gostava de policiais, mas, agora que comecei, quando leio outros, sinto falta da acção! Este parece interessante, mas estou um pouco limitada às opções da minha biblioteca municipal.

Vespinha disse...

É viciante. Mas o mais interessante é como podem ser tão diferentes entre si. :)