6 de maio de 2015

Como criar um ambiente de trabalho relaxante

Os conselhos são da Forbes e parecem-me muito úteis para quem só de pensar no espaço físico em que trabalha começa logo a sofrer de suores frios. Aqui vão eles, comentados por mim porque dou importância a isto:

1. Dar um toque pessoal ao local, como fotografias, livros de arte ou outros, um candeeiro especial. Posso garantir que tenho lá disto tudo!

2. Manter o espaço limpo e organizado. Também aqui me porto bem, tenho umas duas ou três coisas a mais mas tento manter o meu espaço vital. E nunca saio ao fim do dia sem dar uma arrumadela primeiro.

3. Aprender a lidar com as interrupções ou a ignorá-las. Neste caso já é mais difícil, mas às vezes sai-me um «Agora não» mais bruto que funciona bem durante um par de horas.

4. Ter plantas na secretária ou no gabinete, o que pode reduzir o stresse, baixar a tensão, baixar a temperatura ou mesmo a humidade. Isto não tenho, mas não é nada em que não possa pensar. Até porque, como já disse aqui, tenho daquelas imortais.

5. Incorporar exercícios de relaxamento na rotina diária. Conheço alguns, mas raramente os pratico, porque estou tão embrenhada no trabalho que raramente penso neles. Tenho de começar a trabalhar nisto nem que seja quando for à casa de banho.

6. Alterar a disposição do gabinete. Disto não preciso, porque tenho uma boa secretária com a porta à esquerda, com luz vinda da esquerda e uma bela vista desafogada. Mas li que se deve ter a secretária de modo a ver quem entra e que, no caso de tal não ser possível, se pode recorrer a um pequeno espelho que permita ver o que se passa atrás de nós.

E aqui trabalho eu: