16 de setembro de 2016

Chamo-lhe a hora do lobo

Começa pelas 18h e picos, 19h, e termina pelas 22h, e é dominada pelo choro intermitente das bebés, aquele choro que a certa altura já não suportamos. É um choro de luta contra o sono, mas que piora se as pusermos na cama nesse período. Diz a pediatra que é muito comum entre os bebés, com a agravante de ser o período do dia em que os pais estão cansados e mais precisam de descanso. Nisto as minhas não são diferentes dos outros. Custa um bom bocado.

Depois da luta contra o sono.

3 comentários:

Lili disse...

A minha pediatra dizia que era o stress do final do dia! Custa muito mas vai passar... e depois vem outras fases!

Ana Chagas disse...


Eu, sem qualquer experiência no tema, de repente lembrei-me daquelas cadeirinhas que balançam automaticamente. Reparei nelas na última vez que entrei numa das lojas da especialidade para comprar um presente, e achei que deveriam ser uma dádiva divina capazes de dar uma horinha de descanso.

Vespinha disse...

Lili, sim, eles sentem que a noite vem aí...

Ana, agora quando chega a hora do lobo aguento-as um bocado, dou-lhes biberão e pelas 20h vão para a cama. Acaba-se a choradeira. Essas cadeiras, que são espreguiçadeiras, são maravilhosas, mas vezes duas não deu. ;)