6 de novembro de 2017

Impressões de Copenhaga


Nos próximos dias, e como gosto muito de classificar as coisas, vou publicar aqui as minhas impressões sobre Copenahaga, organizadas da seguinte forma:
- os clássicos, locais ou situações que fazem parte do básico a ver;
- as desilusões, coisas que esperava que fossem diferentes e que não me agradaram; 
- as surpresas, coisas de que não estava à espera de visitar ou de encontrar e que me encheram as medidas;
- e os imperdíveis, aquilo que considero indispensável para voltarmos de lá de alma cheia. 

De fora ficarão algumas coisas que vi e visitei, mas que considero que não merecem grandes referências.

Para tudo, recomendo vivamente a compra do Copenhagen Card, que me permitiu entrar em todo o lado (todo o lado mesmo) e usar todos os transportes (inclusive até ao aeroporto) sem gastar uma única coroa a mais. Custou-me cerca de €120 para cinco dias completos (120 horas) e permite repetir as entradas no mesmo sítio, desde que não seja mais de uma vez por dia. 

Em conclusão e confirmação, mesmo antes de lerem os próximos tópicos: podemos seguir à risca o que preparámos para uma viagem, mas o que nos marca mesmo é o que surge além dos planos.

3 comentários:

Pink Poison P disse...

sem parecer interesseira mas já sendo beca, beca, beca, é tudo muy lindo mas e o meu íman?

Vespinha disse...

Tenho-o aqui em casa comigo! Como to posso entregar? Beijinhos

Pink Poison P disse...

mando-te mail