14 de setembro de 2014

Para mim, um gigante passo atrás na civilização


Bem sei que sempre se continuou a fazer touradas de morte em Monsaraz, cobrindo o touro com um pano preto. Mas desta vez foi «legal», sem necessidade de panos. Para mim, foi «amoral».

8 comentários:

who am I? disse...

Seguindo estas tradições medievais, só falta começarmos a degolar pessoas para sermos equiparados ao Estado Islâmico.

Anónimo disse...

Na foto do correio da manhã sobre este assunto está um anormal com uma criança ao colo, enquanto arrastam o touro morto http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/sociedade/detalhe/touro_abatido_em_monsaraz_pela_primeira_vez_com_autorizacao.html

Vespinha disse...

Esse senhor com a criança ao colo está a tentar que não se perca a tradição... :(

GATA disse...

Eu ouvi, na RTP, um acéfalo a dizer que foi o "realizar de um sonho"... É nestas situações que eu tenho vergonha de ser portuguesa!!!

Vespinha disse...

Também ouvi esse sujeito... E isto no mesmo dia em que duas pessoas morreram numa largada na Moita, enquanto a festa continuava porque é tradição. Acho mesmo que alguns aficionados se tornam cegos.

CAP CRÉUS disse...

Por isso nunca fui a Monsaraz, nem compro o vinho que é lá feito.
Por mim podem morrer à fome.
Quanto ao que se passou na Moita. Temos pena.

barcelence disse...

É assustador mas não consegue ser pior do que uma normal tourada ou gala da RTP e TVI, em que o Touro vai para a arena torturado, espicaçado, quando se encontrava indefeso num espaço em que mal se mexe, sem conseguir ver e sem lhe darem de comer, completamente indefeso porque leva os cornos embolados. E depois um cavaleiro diverte-se a picá-lo. Por vezes, só passados dois dias de pura agonia, levam o touro a abater. A cobardia dos políticos está em tentarem proibir touradas de morte, em vez de abolirem a tourada por completo. Um passo de gigante, seria imporem a tourada à espanhola: corno afiado dói e mata. Não se veria mais toureiros aqui em Portugal, não...

Vespinha disse...

Tens razão, muitos fugiriam da tourada a sete pés. Lê esta história: http://vespaaabrandar.blogspot.pt/2014/08/a-proposito-das-touradas.html